Ele acreditou e seus sonhos morreram junto com ele


Disseram para ele que para ser feliz, ele precisava ter uma casa, um carro, uma linda mulher...
Ele acreditou e como não tinha nada disso ele abaixou a cabeça e ficou calado...

Disseram para ele que para ser feliz, ele precisava ter estudo, diploma em faculdade.
Ele acreditou e como só tinha a quarta série ele abaixou a cabeça e ficou calado...

Disseram para ele que para ser feliz, ele precisava ter um bom emprego ser advogado, médico, administrador e que se não fosse assim, não seria feliz.
Ele acreditou e como não era nada disso abaixou sua cabeça e ficou calado...

Disseram para ele que ele precisava ter um corpo esbelto, ser magro, alto, ter olhos claros para poder ser feliz.
Ele acreditou e como não era assim abaixou a cabeça e ficou calado...

Disseram para ele que a droga era um caminho sem volta e quem experimentava o fim só podia ser dois “C”s, Cadeia ou Caixão.
Ele acreditou e como ele já tinha experimentado se afundou ainda mais no vicio acreditando então esse seria seu único prazer.

Disseram para ele que a AIDS era uma doença maligna, que quem pegava era um tremendo azarado, não mais poderia ser feliz.
Ele acreditou e como era soro positivo abaixou a cabeça e ficou aguardando seu fim...

Disseram para ele que ninguém é confiável, que todo mundo tem uma segunda má intenção.
Ele acreditou e não permitiu que ninguém se aproximasse para ajuda-lo.

Ele acreditou em tudo isso sem questionar, sem querer saber quem inventou isso e por que. E acreditando ele morreu junto com seus sonhos, sem deixar que o mundo o conhecesse de verdade, sem conhecer o mundo de verdade que existia além de tudo aquilo que falaram para ele.
Que pena, um desperdício...

Comentários

  1. Ola! Tudo Bem! Me nome é Zé Barto
    e visitei o seu blog e gostei muito. Entrei como
    Seguidor se não se importa. Parabéns pelo seu blog
    e boa sorte. Gostamos de literatura.
    E o blog meu.
    http://zebarto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Frases do Livro: Na Natureza Selvagem

MULTI, INTER E TRANSPROFISSIONAL

Surdez e Déficit de Atenção