Postagens

Mostrando postagens de 2013

Bipolar versus Bordeline

Existe grande confusão entre o transtorno de personalidade bipolar e o transtorno de personalidade borderline. O t. personalidade bipolar tem bem marcados os episódios depressivos e os episódios maniacos ou eufóricos embora a intensidade possa variar. A personalidade Borderline possui uma instabilidade característica originária de uma sensibilidade muito aguçada às relações externas. 

   Uma palavra inadequada, um olhar diferente ou um comportamento não esperado pode ser motivo de uma grande mobilização no individuo que pode oscilar entre o eufórico e o depressivo em segundos.
Outra característica importante diz respeito ao episodio depressivo. No trastorno de personalidade bipolar a depressão ele pode ter origem em um desequilíbrio de neurotransmissores ou em um fator ambiental, algo externo que mobilize o individuo a uma posição de culpa. Já no transtorno de personalidade borderline a depressão é associada a uma intensa sensação de vazio.

   Tudo isso parece ser muito interessante, …

Pensar é diferente de ter pensamentos

Pensar é diferente de ter Pensamentos      Pensar sobre um problema pode ser uma armadilha ou uma ajuda. Existem duas formas de lidar com algo que está nos incomodando, despendendo forças interiores e nos impedindo de ser feliz.       A diferença reside em principalmente em ter pensamentos e pensar.     Ter pensamentos é uma função imaginativa, onde repassamos o problema como uma novela mental reproduzindo os estados emocionais em nossa psique e sofrendo novamente. Algumas vezes ficamos pensando que deveríamos ter falado assim ou assado, que deveríamos ter feito isso ou aquilo outro. Nesta masturbação mental sodomista não alcançamos solução nenhuma, não mudamos o passado e ainda sofremos repetidas vezes.      Já pensar o passado é o ato de repassar as experiências, tentar entender o que aconteceu, o que da experiência vivida é seu o que é do outro e o que a partir dali pode ser feito ou não pode ser feito. Também abre espaço para analisar nossos sentimentos, diferenciar tristeza de f…