Drogas e Direitos Humanos

Amigos
Gostaria de poder contar com a ajuda de vocês para a uma questão muito importante que estamos vivendo neste momento.
A questão das Drogas e dos Direitos Humanos.
À custa de um discurso eleitoral, ideologia higienistas ou mesmo ignorância nossa sociedade tem deixado regredir nossos valores mais caros.
O uso abusivo de drogas é um problema sério, que assola a família e a nossa sociedade. Colocando em risco a saúde e a segurança de nossos, filhos, irmãos, amigos e vizinhos. Mas a drogadição é antes uma doença que gera sofrimento primeiro e de forma mais intensa no drogadito. E embora doente ele, é uma pessoa, com uma historia, sentimento, sujeito de direito e de respeito dos demais.
No desespero de querer ajudar, ou de mostrar serviço em época eleitoral, ou ainda limpar as cidades para os gringos de 2014 esses sujeitos doentes estão tendo seus direitos violados sendo vitimas de práticas que o tempo e pesquisas cientificas provaram não ter efeito.
O uso da polícia contra os usuários (ao invés de contra os grandes traficantes que não dormem na rua e que muitas vezes financiam as campanhas eleitorais), de praticas agressivas e de privação de liberdade, que de forma alguma representam o cuidar estão fazendo voltar a época dos leprosários, onde os leprosos e deficientes eram jogados para apodrecerem escondidos ao invés de cuidados.
Além do mais o uso da força policial contra o dependente tem feito a droga se espalhar ainda mais para os bairros, onde ao invés de sustentarem seus vícios com esmolas, mais fáceis no centro passa a fazer trafico nas escolas e nos bairros. É isso que torna a droga uma epidemia que se espalha para todo canto.
Experiências como a de Janeiro na Cracolandia/SP não devem se repetir de forma impune aos olhos daqueles que lutaram no passado pela Liberdade, Igualdade e Fraternidade.
Gostaria de estar discutindo esse assunto com os irmãos.
Leonardo Duar Bastos

Comentários

  1. Olá Leo!
    Realmente eu diria que não há como voltarmos a época dos leprosários, já nos situamos nela. Se pensarmos que o Brasil é uma terra colonizada como pouco mais de 500 anos e que toda a nossa cultura na verdade é um conglomerado que agora que começa a se definir como uma identidade, fica fácil visualizar que o Brasil como uma cultura nascente ainda está tateando para encontrar o seu caminho. Vejo isso pelo fato de um país desse tamanho possuir tantas contradições gritantes como trabalho escravo no nordeste convivendo junto com um padrão de vida burguês do sul, sem falar da indiferença do centro-oeste. Vejo que no fundo, vivemos em um caos, como você mesmo disse, uma cultura hedonista. Já que não conseguimos encontrar um jeito, "chuta-se o balde".

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Frases do Livro: Na Natureza Selvagem

MULTI, INTER E TRANSPROFISSIONAL

Surdez e Déficit de Atenção